INFORMAÇÃO

Praia (Buracos 19-27)

BURACO 19: 374 METROS, PAR 4

A paisagem do tee, com vista para toda a costa sul da Meia Praia e do campo de golfe abaixo, é verdadeiramente impressionante. A dimensão estética de Palmares tanto pode ser uma atração como uma distração para quem perder o foco na sua pancada.
Este Par 4 de descida acentuada em dogleg para a direita negoceia através de uma encosta íngreme e apresenta uma nova prova de fé cega nas tradições dos campos europeus originais.
A partir do tee, uma abordagem conservadora utiliza o declive jogando em frente. O contorno do fairway irá impulsionar as pancadas jogadas para a metade direito do fairway a descer a encosta, resultando num segundo shot curto para o green, embora o jogador possa ser confrontado com um lie difícil para bater o necessário soft approach. A fé torna-se o décimo quinto taco se o jogador optar por cortar o canto interno do dogleg.
Comprometa-se com a plena recompensa, cortando o canto de forma confiante. Bunkers invisível e rough defendem a landing área entre estas duas opções no tee-shot. Será a recompensa suficientemente grande para justificar o risco?

BURACO 20: 513 METROS, PAR 5

Links Golf através de dunas costeiras no seu melhor! O primeiro dos quatro buracos localizados do outro lado da linha ferroviária apresenta uma introdução a uma experiência de golfe verdadeiramente rara.
A natureza exposta desta parcela do campo abraça o vento como uma das principais “armas de defesa” neste curto par 5. Estude o contorno do fairway e use possibilidade de utilizar a forma do terreno para rolar a bola mais alguns metros. Não há uma linha correta para jogar aqui.
O alvo é um green raso e largo num pico diagonal ligeiramente atrás das dunas. Os shots de approach devem ser precisos uma vez que o green tem uma série de plataformas que fogem do jogador nomeadamente nas costas da duna esquerda cujo plano descai da direita para a esquerda.

BURACO 21: 142 METROS, PAR 3

Embora curto em comprimento, este buraco não é tarefa fácil. O teste de conquistar este pequeno par 3 é multifacetado. O green é pequeno, com áreas-alvo internas definidas pelo seu contornos subtis. O vento vai empurrar os tee shots em direção à costa encurtando a margem de erro no controle de distância.
Uma grande área de waste bunker protege o lado direito do green, um pequeno pot bunker na frente esquerda e um blow-out nas dunas logo depois do green.

BURACO 22: 529 METROS, PAR 5

Com o som das ondas a chamar a atenção dos golfistas no lado direito do tee, este longo par 5 exige foco. Enquanto o fairway estende bem à esquerda da landing area, o jogador deve apontar para as grandes dunas que dividem os buracos 22 e 20. O vento vai tipicamente empurrar os tee-shots jogados ao longo desta linha de volta para o fairway e longe das dunas. Pancadas de saídas demasiado exuberantes jogadas do lado direito do buraco podem ser complicadas de manter-se no fairway.
Desde a primeira landing area, um vislumbre do green é a semente plantada para ir para este green em duas pancadas. Haverá dias em que é possível com a ajuda do vento, mas deve estar prevenido, o declive dentro do green é leve e segurar shots longos vai ser difícil.
O green é cercado por áreas de recolha do fairway. O approach para o green na frente é íngreme, tanto para amortecer os shots “quentes”, bem como para repelir as pancadas menos sólidas. Uma rampa elevada faz a ligação do green para o fairway a partir da segunda landing zone, fornecendo aos jogadores pensativos a oportunidade de tanto bater uma pancada baixa corrida para o green, ou uma pancada pelo ar.

BURACO 23: 240 METROS, PAR 3

O maior par 3 em Palmares vai apresentar um desafio maior do que apenas o comprimento, uma vez que o vento predominante vai defender alvo de forma vigilante. Um grande green em forma de asa de gaivota apresenta três áreas alvo distintas.
A parte traseira direita do green é elevada e protegido na frente por um pântano, atrás por dunas e à esquerda pelo contorno interno do green. Esta parte do green só é acessível por um “ataque aéreo” a partir do tee.
Um shot de saída baixo e corrido será um ativo valioso porque o lado esquerdo do green e a envolvente irá conduzir as pancadas para o meio do green.

BURACO 24: 306 METROS, PAR 4

O par 4 mais curto em Palmares abraça novamente o zona dunar. Os jogadores de golfe são atraídos para atacar o pequeno green diretamente através de um beco estreito entre dunas. Jogando contra o vento predominante esta linha de jogo não deixa margem para erro.
Pin positions na extrema esquerda do green são mais visíveis a partir do lado direito, mas as pancadas de approach são eventualmente jogadas de um fairway afundado oferecendo um lie complicado inclinado lateralmente ou a descer.

BURACO 25: 317 METROS, PAR 4

Num verdadeiro links, os jogadores encontram obstáculos de dunas e relvas soltos no caminho do tee para o green. Cada jogador deve navegar estrategicamente o caminho que é o mais adequado para o seu jogo e para as condições do dia.
O green é superficial, mas largo, e orientado numa ligeira diagonal da esquerda para a direita. Desníveis bem demarcados cercam o green e estendem-se até este, recolhendo os approachs menos conseguidos que não respeitem adequadamente um green fortemente delimitado.

BURACO 26: 136 METROS, PAR 3

Pares 3 muito bons e curtos têm um lugar memorável na história do golfe. Enquanto mínimos em estatura, a versão de Palmares do par 3 curto é um monumental desafio.
O pequeno green flutua sobre um mar de areia e relvas ondulantes. Um pequeno e profundo, pot bunker oculto protege a parte traseira esquerda do green. Essas defesas requerem um lofted approach preciso na direção do vento predominante.

BURACO 27: 466 METROS, PAR 5

Na transição da zona dunar, este par 5 de comprimento médio joga-se acentuadamente para cima através de um profundo vale protegido. Um grande bunker está posicionado do lado de fora do dogleg no shot de saída.
Tente moldar o seu tee shot pela esquerda em torno deste dogleg, ou o seu drive pode ser vítima de uma forte inclinação da esquerda para a direita e fugir do fairway. As áreas fairway antes e em torno do green estão cheias de bunkers, criando múltiplos alvos alternativos. Jogar conservador dita, que se faça um lay up curto dos bunkers tirando o potencial perigo fora de jogo.
A superfície do green é grande e profunda, caracterizado por dois planaltos paralelos que se dissolvem em conjunto na parte traseira do green. O estudo cuidadoso da localização da bandeira é crucial para alcançar com êxito o planalto correto, e serão necessários diferentes shots dependendo de onde o buraco está colocado.
Jogar para a parte errada do green força o desafio de evitar três putt o que exigirá a linha correta jogando um putt confiante e hábil.

Usamos cookies para oferecer a melhor experiência on-line. Ao concordar, aceita o uso de cookies de acordo com nossa política de privacidade.

Privacy Settings saved!
Opções de privacidade

Quando visita qualquer site, pode guardar ou recuperar informação no seu navegador, maioritariamente na forma de cookies. Controle as suas configurações de cookies deste sítio aqui.

REJEITAR TUDO
ACEITAR TUDO